"Ronaldo chegou a casa destroçado por aquele golo não ser manchete"

Arsène Wenger comentou a vitória (2-1) do Manchester United no reduto da Juventus, na quarta-feira, nomeadamente o golo de Cristiano Ronaldo, que deixou os italianos em vantagem antes da reviravolta.

“Já vimos imensos jogos dele, mas continuamos a ficar surpreendidos porque faz sempre o inesperado. Não demorou tempo nenhum a chutar a bola e o guarda-redes nem se mexeu. De Gea tem excelentes reflexos, mas nem levantou a mão”, analisou o técnico francês em declarações ao canal BeIN Sports.

Para Wenger, contudo, o golo do português acabou por não ter o impacto esperado, face à derrota da equipa de Turim.

“Ele chegou a casa absolutamente destroçado porque aquele golo não ia ser manchete. Perderam o jogo, mas, se tivessem vencido por 1-0, o golo ia correr o Mundo”, acrescentou.

Este artigo foi publicado originalmente no SAPO Desporto


 

 

Ginástica: Portugal vice-campeão do mundo no concurso completo de trampolins

Árbitra portuguesa Sandra Bastos nomeada para o mundial sub-17