Polícia foi ao treino do Equador para deter Enner Valencia

Enner Valencia está metido em problemas e a polícia equatoriana tem um mandato para o deter.

Esta quinta-feira, as autoridades dirigiram-se ao local onde os equatorianos preparam as partidas com Chile e Bolívia para prender o jogador por atraso no pagamento da pensão de alimentação das suas filhas, mas não conseguiram.

No local esteve presente o advogado da mãe dos filhos do avançado, Paul Marín, que revelou que Valencia não pagou a pensão nos últimos quatro meses e que por isso deve 17.134,15 dólares.

Segundo a ordem emitida pelo juiz, o goleador do Everton tem que ser detido nos próximos 30 dias, já que não foi possível detê-lo no treino, e pagar a multa e se não o fizer ficará preso 60 dias.

«É lamentável que certos membros da polícia não tenham colaborado com a detenção do futebolista Enner Valencia, para cumprir uma ordem judicial por juízo de alimentos com uma dúvida de cerca de 17 mil dólares», afirmou Paul Marín.

O advogado continuou e deixou a questão: «Se dizem que este senhor ganha tanto, por que não paga mensalmente à sua filha e deixa que se acumule e se faça público. Mas é melhor que o Equador inteiro saiba.»

Já o representante do jogador, Gonzalo Vargas, ‘livrou-se’ da questão: «É um problema pessoal que será resolvido legalmente pelo seu advogado.»

Fonte: MaisFutebol

Griezmann acredita que «pouco a pouco» atingirá nível de Messi e Ronaldo

Prémio Nobel da Paz adora futebol e tem camisola do FC Porto