Mundial2018: Southgate nega desânimo e quer fazer história na Rússia

O selecionador inglês, Gareth Southgate, afirmou esta sexta-feira que é “preciso deixar o desânimo de lado” e vencer a Bélgica no sábado, no Mundial2018 de futebol, para poder regressar a casa com uma medalha na ‘bagagem’.

“É preciso deixar o desânimo de lado. Estamos motivados para fazer um grande jogo e conquistar uma medalha, algo que só outra equipa de Inglaterra conseguiu na história do nosso futebol. A Bélgica venceu-nos na fase de grupos e também queremos vingar esse resultado”, afirmou Gareth Southgate, na conferência de imprensa de antevisão do jogo de atribuição do terceiro e quarto lugar, em São Petersburgo.

O antigo defesa-central admitiu que irá fazer algumas alterações no ‘onze’ inicial, sobretudo devido a desgaste físico dos jogadores, que acabaram o duelo com a Croácia (2-1), nas meias-finais, “quase sem forças”.

“Toda gente quer jogar, mas temos que ver quem está melhor fisicamente. Queremos fazer o mínimo de mudanças. Talvez uma ou duas mudanças”, disse o técnico.

Na mesma conferência de imprensa, o médio Fabian Delph mostrou-se “impressionado” com a reação dos adeptos à campanha que a Inglaterra realizou no Mundial2018 e lamentou que não tenha sido possível alcançar a tão desejada final.

“Tive a oportunidade de voltar para a Inglaterra por algumas horas e contei a todos os meus companheiros sobre aquele ambiente sensacional e de alegria que encontrei. Teria sido ótimo se tivéssemos conseguido ir mais além, ganhar a taça e regressar junto de 500 mil adeptos nas ruas. Vamos ver se conseguimos isso no futuro”, referiu o jogador do Manchester City.

Delph foi autorizado a abandonar temporariamente o estágio inglês para assistir ao nascimento do seu terceiro filho.

O Bélgica-Inglaterra tem início agendado para as 15:00 (horas da Lisboa) e terá arbitragem do iraniano Alireza Faghani.

Este artigo foi publicado originalmente no SAPO Desporto


 

 

Wimbledon: 'Maratona' de 'gigantes' leva Anderson à final

Benfica empata com Vitória de Setúbal e conquista Torneio do Sado. Ferreyra estreia-se a marcar