Miguel Oliveira desolado por perder na última curva: "É chato perder assim. Dei tudo"

Miguel Oliveira não escondeu a sua frustração após perder o Grande Prémio da Áustria na derradeira curva. O piloto da KTM liderou quase toda a prova mas na última curva foi ultrapassado pelo italian Pecco Bagnaia.

Bagnaia aproveitou uma travagem mais larga de Oliveira e conseguiu ultrapassar por dentro no derradeiro instante para alcançar a sua quinta vitória da época.

“É um pouco chato perder assim, mas foi uma grande batalha. Dei tudo, sabia que ele era forte no terceiro setor. Na última volta tentei fechar, mas ele apanhou-me na penúltima curva. Na última curva tinha a roda traseira no ar”, confessou o piloto luso logo após a corrida, e que, apesar da frustração, disse estar “muito feliz” e otimista: “As coisas estão a correr bem e iremos conseguir voltar [a ganhar] nas próximas corridas”.

Já ‘Pecco’ Bagnaia não escondeu a satisfação pela forma como assegurou a vitória na Áustria e vincou a importância de ter ido “ao limite” para superar o opositor português da KTM.

“Quando me aproximei do Oliveira, fui ao limite colado ao seu pneu traseiro. Fomos muito rápidos neste fim de semana”, sublinhou o piloto da equipa Sky Racing VR46.

A fechar o pódio este domingo esteve o italiano Luca Marini, também da Kalex.

Com este triunfo, Bagnaia ‘roubou’ a liderança do Mundial de Moto2 a Miguel Oliveira, passando a somar 189 pontos, mais três do que o piloto português (186). O Mundial de Moto2 regressa daqui a duas semanas, com o Grande Prémio da Grã-Bretanha, no circuito de Silverstone, a 26 de agosto.

Este artigo foi publicado originalmente no SAPO Desporto


 

 

Miguel Oliveira perde vitória e liderança no Mundial de Moto 2 na última curva no Grande Prémio da Áustria

Moto GP: Jorge Lorenzo vence na Áustria, Marc Márquez acaba em 2.º mas reforça liderança no Mundial