Benfica vence em Braga por 3-1 e aproxima-se do Sporting

Benfica vence em Braga por 3-1 e aproxima-se do Sporting

 

O Benfica venceu o SC Braga por 3-1 em jogo a contar para a 18ª jornada e igualou o Sporting à condição no segundo lugar. Salvio abriu o marcador na ‘Pedreira’ aos 11′ minutos e Jonas dilatou a vantagem dos ‘encarnados’ aos 64′ minutos. Paulinho ainda relançou a partida, mas Jiménez ‘matou’ o jogo em cima do apito final.

Separados por apenas três pontos, e fora das restantes competições internas, SC Braga e Benfica apresentaram-se no Estádio Municipal de Braga com algumas alterações nos onzes titulares. Abel Ferreira não pôde contar com André Horta e apresentou uma equipa sem a habitual dupla de centrais. Já do lado do Benfica, Rui Vitória manteve praticamente o mesmo onze que venceu o Moreirense na jornada anterior, mas com a novidade Fejsa no meio-campo com Pizzi e Krovinovic.

A jogar em casa, o SC Braga procurou desde cedo pressionar o adversário com muita agressividade e logo aos cinco minutos desperdiçou uma grande oportunidade de golo por intermédio de Fábio Martins que não conseguiu chegar a tempo a um cruzamento ao segundo poste de Paulinho. Aos 7′ minutos, Danilo tentou o remate de longa distância, mas Bruno Varela controlou o lance com uma defesa a dois tempos.

O Benfica reagiu de imediato e aos 8′ minutos Salvio atirou à baliza de Matheus com algum perigo, mas o guarda-redes do SC Braga defendeu o remate do argentino. Aos 11′ minutos, Cervi pega na bola e numa diagonal a rasgar a defesa bracarense assistiu Salvio, que na ‘cara do golo’ não teve dificuldades em bater Matheus para o 1-0.

O SC Braga acusou o golo sofrido e o Benfica acabou por assumir o comando da partida.  Xadas e Fábio Martins não conseguiam ter a bola nos pés, e a equipa de Rui Vitória conseguia jogar com espaço e em antecipação. Aos 34′ minutos, Krovinovic conseguiu arranjar espaço para rematar, mas a bola acabou por sair ao lado. A formação comandada por Abel Ferreira reagiu de imediato e aos 35′ minutos Ricardo Horta colocou a defesa ‘encarnada’ em sentido, mas falhou o cruzamento de Esgaio.

O Benfica acabou por regressar aos balneários em vantagem depois de uma primeira parte em que o SC Braga começou bem, mas acabou por ressentir-se do golo madrugador.

A segunda parte recomeçou sem alterações nas equipas, e com uma forte pressão do Benfica ao portador da bola do SC Braga. Logo aos 46′ minutos, Jonas ganhou um pontapé de canto e na sequência do lance Jardel atirou ao poste.

Aos 49 minutos, uma saída do Benfica em contra-ataque, ia dando em golo,mas Grimaldo rematou para as mãos de Matheus.

Aos poucos o SC Braga foi conseguindo equilibrar o domínio a meio-campo e obrigou o Benfica a recuar as suas linhas. A pressão dos bracarenses ia dando dividendos quando aos 63 minutos um remate cruzado de Ricardo Horta obrigou Bruno Varela a uma defesa para fora.

Contra a corrente do jogo, o Benfica acabou por dilatar a vantagem com um golo de Jonas aos 64′ minutos de cabeça após um cruzamento de André Almeida.

A perder por 2-0, o SC Braga não baixou os braços e foi para a luta por outro resultado. Aos 74′ minutos, Paulinho aproveitou uma hesitação de Bruno Varela para fazer o 2-1 e relançar a partida após um cruzamento largo de Ricardo Horta.

Em vantagem pela margem mínina, o Benfica sentiu muitas dificuldades para segurar a pressão bracarense. A equipa de Abel Ferreira esteve perto de conseguir a igualdade logo após o golo de Paulinho, mas Varela negou o golo a Ricardo Horta.

Aos 87′ minutos, Jiménez teve nos pés o 3-1, mas o remate do mexicano acabou por sair para fora. No entanto, o avançado mexicano acabaria mesmo por ser protagonista do jogo com um grande golo aos 91′ minutos a fixar o 3-1 final.

Com este resultado, o Benfica igualou o Sporting à condição com 43 pontos no segundo lugar e afastou o SC Braga do terceiro lugar.

   

20€ grátis, sem depósito, para jogar no Casino Solverde. Clique aqui para obter a oferta

Até 50€ sem risco para apostar na bet.pt . Clique aqui para obter a oferta

Fonte: SAPO Desporto