Associação de futebolistas argentinos condena "brutal ataque" aos jogadores do Sporting

A Associação de Futebolistas Argentinos repudiou hoje o “brutal ataque” dirigido alegadamente por adeptos ‘leoninos’ aos jogadores do Sporting, e disponibilizou-se para “o que seja necessário”.

“Repudiamos o brutal ataque de que foram vítimas os futebolistas do Sporting, expressamos a nossa plena solidariedade para com os agredidos e estamos à disposição do plantel e do Sindicato dos Jogadores de Futebol de Portugal para o que seja necessário”, refere a nota enviada ao presidente do SJFP, Joaquim Evangelista.

Na terça-feira, cerca de 50 pessoas, de cara tapada, alegadamente adeptos ‘leoninos’, invadiram a Academia do Sporting, em Alcochete, e, depois de terem percorrido os relvados, chegaram ao balneário da equipa principal, agredindo vários jogadores.

A imprensa avançou que Bas Dost, cujas fotografias com a cabeça partida rapidamente surgiram nas redes sociais, Rui Patrício, William Carvalho, Misic foram visados, bem como os internacionais argentinos Acuña e Battaglia, pré-convocados para a seleção ‘albiceleste’, além do treinador Jorge Jesus e outros membros da equipa técnica.

Na sequência da invasão à Academia ‘leonina’, a GNR deteve 23 suspeitos, apreendeu cinco viaturas ligeiras, vários artigos relacionados com os crimes e recolheu depoimentos de 36 pessoas, entre jogadores, equipa técnica, funcionários e vigilantes ao serviço do clube.

A equipa principal do Sporting cumpria o primeiro treino da semana, depois da derrota no terreno do Marítimo (2-1), que relegou a equipa para o terceiro lugar da I Liga, iniciando a preparação para a final da Taça de Portugal, no domingo, frente ao Desportivo das Aves.

   

Fonte: SAPO Desporto


 

 

Ciclismo: Simon Yates continua a dominar e vence mais uma etapa no Giro de Itália

Atlético Madrid vence Marselha e conquista Liga Europa