Afrotaças: 'Sobrevivente' angolano regressa ao país focado no Girabola

Com as baterias viradas para o Girabola, o Petro de Luanda regressou, esta quinta-feira, a Angola, proveniente de Gaberone (Botswana), onde garantiu o apuramento para a segunda eliminatória de qualificação para a fase de grupos da Taça da Confederação Africana em futebol.

O feito deveu-se à vitória na quarta-feira diante do Orapa United local, por 2-0, em jogo da segunda-mão da primeira eliminatória desta prova, também denominada “Taça Nelson Mandela”, tornando-se assim no único representante angolano nas competições africanas.

Em declarações à Angop, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, o vice-presidente do clube Amaral Aleixo destacou a determinação dos atletas com vista ao apuramento, salientando ser o “antídoto” para o jogo da segunda eliminatória.

“Auguramos atingir lugares cimeiros na Taça das Confederações, pelo que felicito os meus atletas por esta conquista. O foco agora é o próximo jogo do Girabola, contra o Recreativo da Caála, pontuável para a quinta jornada”, expressou o dirigente.

No desafio da primeira-mão, no Estádio 11 de Novembro, em Luanda, a equipa angolana venceu a congénere tswanesa por 4-0, obtendo um agregado de 6-0. Com isso, o Petro passa a ser o sobrevivente de Angola na presente edição das Afrotaças, depois do desaire do 1.º de Agosto.

Os ‘militares’ foram eliminados pelo Otoho do Congo Brazzaville, depois da vitória na primeira-mão da primeira eliminatória de acesso à fase de grupos, na capital angolana (4-2), no dia 28 de novembro, e da derrota fora de casa (0-2), na última quarta-feira.

Este artigo foi publicado originalmente no SAPO Desporto


 

 

Andebol: Angola mantém ciclo de vitórias no africano

Leonardo Jardim rejeita proposta do Al-Nassr